Tarefa 6 – Curso EDH – Ana Carolina Siqueira Gomes

Data

30 de junho de 2020

Cursista

Ana Carolina Siqueira Gomes

Função

PEI

DRE / Unidade Educacional

Guaianases

Escola

Cei Pq Santa Margarida

Diversidades
Objetivo(s)

Objetivo introduzir o conceito de preconceito como algo ruim as crianças, discutir sobre os conceitos de “racismo” e “preconceito”., ensinar as crianças que devemos respeitar as diferenças.

Objetivos gerais

 Contribuir com reconhecimento e valorização da cultura afro-brasileira nos diferentes âmbitos educacionais, a partir da Educação Infantil.
 Desenvolver o tema da arte literária infantil articulada aos processos de identidade étnico-racial dos afro-brasileiros.
 Desconstruir concepções e formas de aprendizados eurocêntricas apreendidas no decorrer da vida de todos nós.

Objetivos específicos

 Vincular a vida cotidiana das crianças à realidade em seus aspectos sociais, culturais e locais;
 Resgatar e valorizar a identidade étnico-racial, social e cultural valorizando as variadas formas de sentir e expressar;
 Criar tempos espaços que favoreçam o percurso criativo infantil através de interações com o outro, com a literatura, com a música etc;
 Ampliar o acervo literário, musical, artístico através de obras de matriz africanas incentivando o gosto pela leitura;
 Oportunizar momentos de fala e escuta;
 Reinventar os caminhos do ser, do conhecer, do saber e do fazer a partir dos aprendizados africanos.
 Criar novos espaços de pertencimento modificando hábitos cotidiano.

Ano(s)

Educação Infantil

Materiais necessários
•historias que abordam temas relacionados.

•Vídeo e textos reflexivos para as crianças .
Papéis diversos,giz,lápis, massa para modelar.
• Instrumentos musicais

· figuras ilustradas sobre preconceito.
· objetos diferentes mas com a mesma função , para as crianças compararem as diferença entre cada um.
• Sucatas
• Tecidos diversos
Tempo
Mês/ semana.

Desenvolvimento

etapa
 Contação de história e roda de conversa
Mostrar o livro, apresentá-lo e iniciar a história. Depois da leitura, as crianças conversam sobre o texto, exploram as ilustrações, Folhear o livro, ouvir os comentários das crianças, os apontamentos.

etapa
Apresentar o texto e ver o que cada criança sabe, sobre o tema, logo um vídeo com linguagem infantil onde os alunos possa notar a desigualdade.

etapa
Deixar as crianças participarem com suas opiniões sobre o assunto e expondo exemplos vivenciados no dia a dia .
etapa
As crianças criam desenhos com temas abordando, com suas conclusões, podendo finalizar os desenhos, simbolizando as diferenças.
etapa
Apresentações dos alunos sobre seus desenhos produzidos.
Avaliação analisar todas as atividades produzidas pelos alunos e ver se realmente foi alcançado o objetivo esperado do tema.
etapa
Apresentação de instrumentos afro-brasileiros e confecção de instrumentos com sucatas/ bonecos.
etapa
Reconhecer características físicas nos amigos, cabelo,pele,olhos….

Avaliação.

A avaliação é contínua e portanto a criança tem seu processo de aprendizagem e desenvolvimento seguido de registros constantes. O processo de avaliação é fundamental para compreender a potencialidade, tanto das crianças e suas especificidades quanto do grupo como um todo, e com ela intervir adequadamente.
Utilizamos diferentes tipos de instrumentos de observação, registro e análise tanto para o acompanhamento das aprendizagens das crianças, quanto para o processo pedagógico e a metodologia de projetos. São eles: entrevistas com as famílias, registros de educadores, relatórios de acompanhamento das aprendizagens das crianças, registros visuais Fotos e relatos.

Relação cotidiano/ Escola.

Objetivo da escola é tecer reflexões sobre o relacionamento dos direitos humanos com a concepção de cidadania, buscando delimitar os campos e contornos de cada um, além de estabelecer a inter-relação entre ambos nos dias atuais, de modo a justificar a crescente importância de tais preceitos para a sociedade. A proposta de uma educação para a cidadania pretende contribuir para fazer de cada indivíduo um agente de transformação, a escola tem a incumbência relevante de formar cidadãos ativos, protagonistas de uma democracia livre de situações de opressão.
cultura de um povo é formada por vários elementos, como crenças, ideias, mitos, valores, danças, festas populares, alimentação, modo de se vestir, entre outros fatores.
Precisamos identificar as percepções étnico-raciais apresentada por cada criança da dinâmica escoar e a partir daí buscar a construção de uma representação plural, diversa que reitere a singularidade e o valor de cada segmento étnico-racial presente na escola atuando assim com respeito a diversidade.
Reconhecer e respeitar as diversas culturas nos permiti vivenciar a interculturalidade tão necessária para o desenvolvimento social, a importância do resgaste da cultura africana e dos afrodescendentes é riquíssimas para que todas as crianças se sintam reconhecidas e valorizadas tenham representatividade, A empatia é o principal canal para que a aprendizagem seja integral e humanizada, acolher a todos da mesma forma mas tendo um olhar diferenciado pra cada um, principalmente no caso das crianças especiais a palavra que traduz tudo isso no meu ver é a equidade. A escola é um espaço de transformação do sujeito onde aprende e adquiri valores daí a nossa importância como formadores.
Links disponíveis em:

Historias Africanas:
https://youtu.be/1thkoFONasY
https://youtu.be/eqvqBT41lWY
Brincadeira Africana :
https://youtu.be/QjlmRDk9ktI
Reportagem:
https://youtu.be/R-mh60W_Xgo
Instrumentos musicais:
https://images.app.goo.gl/j4j7C1bS5j5Xs3LF7

Sugestão de história

Sugestão de história

Sugestão de história

Sugestão de história

Instrumentos Afro-brasileiro

Imagem diversidade

Imagem diversidade

Imagem diversidade

Imagem diversidade