Entender o outro

Visualizando 5 posts - 1 até 5 (de 5 do total)
  • Autor
    Posts
  • #13560

    Boa tarde,

    O material desse capítulo nos ajuda a pensarmos e de repente tomarmos uma outra postura diante do outro.
    Muitas vezes queremos falar, falar sem parar, mas não conseguimos escutar o outro. Quando eu digo escutar é se atentar ao silêncio. Sim , o silencio pode nos dizer muitas coisas.E nos aproximarmos das pessoas que preferem se calar ao dizer o que sentem, o que as angustia é muito difícil.
    Muitas vezes parece que estamos escutando o outro, mas na verdade estamos só ouvindo e pensando : nossa o que eu faço agora? ou então: ah, sim,sim,,,,
    Já atendi muitas famílias que chegam até a escola com uma queixa quando eu paro para escutar eu percebo que o problema , a questão principal não era a queixa inicial, essa era apenas um motivo para se chegar a questão de fato.

    #13566

    E o desafio que teremos quando voltarmos as unidades quantos encontraremos que precisam ser escutados em suas queixas pais, crianças e demais funcionários.

    #13568
    Celinha Celinha
    Moderador

    Isso mesmo, gente!

    Escutar é um exercício difícil. E muitos pessoas têm dificuldade real de se manifestar, de se expressar. Não sabem que palavras escolher, como falar com o outro. Vergonha, timidez, medo podem estar presentes. Daí a necessidade de estabelecer uma relação de confiança entre quem fala e quem escuta. No nosso material temos um texto que organiza muito esta tarefa de escutar. “Cuidados para se abrir espaços de diálogo! Procurem ler. Tenho certeza que será de grande auxílio.

    Saudações!

    Cuidem-se bem!

    #13633
    Rafael Silva Santana
    Participante

    Realmente Sandra, nosso retorno trará uma série de outras necessidades não apenas relacionadas a dinâmica conteúdo/aprendizagem. Nesse sentido, entendo que a criação de espaços de diálogos na perspectiva em DHs será fundamental.

    #13816

    Boa tarde!
    Celinha,você tocou em um ponto muito importante: a dificuldade que algumas pessoas têm em falar e a se fazerem ouvir. Como professoras, sempre nos deparamos com aqueles alunos que buscam a invisibilidade, por timidez, receio de errar e de se expor. Neste momento, temos que ter um olhar mais atento à sua história pessoal,buscar atividades em que ela sinta-se convidada a debater, propor uma escuta significativa, estabelecer uma relação de confiança e valorizá-la como sujeito fará toda a diferença.

Visualizando 5 posts - 1 até 5 (de 5 do total)
  • O fórum ‘Aula 2 – Respeito Mútuo’ está fechado para novos tópicos e respostas.