Desigualdade, discriminação e a pandemia

Homepage Fóruns Assuntos Gerais Aula 4 – Diversidade e Discriminação Desigualdade, discriminação e a pandemia

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • #14838

    As desigualdades sociais e econômicas que são estruturais em nosso país não deixaram de existir com a pandemia, como algumas pessoas afirmam. Muito pelo contrário, elas se intensificaram! As famílias com menor poder aquisitivo e que vivem em situação de vulnerabilidade social são as mais afetadas pelo COVID-19, tanto no quesito da saúde, quanto em diversas outras dimensões. Pela dificuldade de acesso ao sistema de saúde (hospitais, medicamentos, teste), a saneamento básico nas residências e até a produtos de limpeza e higiene pessoais (como sabão, álcool em gel, etc), a população pobre e negra é a que mais morre em virtude do COVID-19 no Brasil. Além disso, a fome, a violência doméstica e o desemprego que foram acarretados pela necessidade do isolamento, precarizam cada vez mais os trabalhadores das classes com menor poder aquisitivo, que precisam trabalhar em jornadas extenuantes, se expondo ao vírus, e muitas vezes não têm quem cuide dos filhos (o que resulta no aumento da violência contra as crianças).
    Com relação às crianças, é evidente a necessidade do isolamento social e da não retomada das aulas presenciais nesse estágio da pandemia, mas é um paradoxo saber que algumas elas têm sofrido com a fome, a violência, o desamparo, a falta de condições básicas de higiene, a falta de acesso à educação, enquanto outras (pertencentes às classes mais abastadas) têm passado por esse período com acesso a todos esses direitos fundamentais (segurança, saúde, educação).
    Pelos motivos supracitados, considero esse tipo de discussão tão importante, pois o Estado e a sociedade precisam se mobilizar para garantir os direitos dessas crianças, inclusive nesse período.

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • O fórum ‘Aula 4 – Diversidade e Discriminação’ está fechado para novos tópicos e respostas.