Da concretização da participação democrática

Homepage Fóruns Assuntos Gerais Aula 6 – Práticas democráticas na escola Da concretização da participação democrática

Visualizando 4 posts - 1 até 4 (de 4 do total)
  • Autor
    Posts
  • #13198

    Boa tarde, mais um módulo importante para aprofundarmos nossos conhecimentos sobre os assuntos que se referem à mediação de conflitos. O vídeo de Crislei Custódio foi muito proveitoso, no qual aborda o aprofundamento do conceito de Democracia, que não temos que perder de vista suas nuances e plurissignificações.
    Também muito bom o vídeo “O dia em que Dorival encarou a Guarda”. Rogê Carnaval faz uma ótima análise do vídeo, discutindo o modo como se constitui nossos sistemas prisionais, esboçando as maneiras como essas leis são feitas e de onde elas vêm. Além disso, ele faz uma boa retrospectiva histórica do país, dede o final do império até a constituinte de 1988, em que despe os movimentos de rupturas, cujas nuances são muito bem observadas. Nossas elites sempre privaram a grande parcela de seus direitos, enraizando-se nos diferentes setores sociais, econômicos e políticos.
    O vídeo de José Sérgio Fonseca de Carvalho tece uma lógica dos princípios da democracia na escola, que nos faz refletir se realmente há uma democracia e como ela se constitui, e nos deixa um grande problema para repensarmos, como se faz uma democracia simétrica em uma instituição, a Educação, que é um espaço que se organiza de maneira assimétrica? Tive que refletir muito sobre esse tema, o que não me parece fácil.
    Este módulo enlaça os temas que permeiam nossas atividades nas mediações de conflitos. Se por um lado as discussões me provocaram mais dúvidas que certezas; por outro me propiciaram uma visão mais ampla do tema e, de certa maneira, senti um quê de alívio, pois sabemos que nem todos os problemas podem e nem serão resolvidos. E que os conflitos são inerentes aos processos de maturidade do indivíduo e da própria sociedade.
    Agradeço a todos pelo compartilhamento dos conhecimentos tratados aqui. Espero que outros cursos possam ser ofertados a nós professores para que nos orientemos melhor em nossas trajetórias na Educação. Assim teremos condições de mapear os conflitos, estuda-los, trabalhá-los, organizá-los, mobilizar a comunidade escolar para que se possa, pelo menos em nossas escolas, amenizar esses conflitos de maneira responsável e criativa.

    Como posto aqui no curso, para tornarmos concreta a participação democrática da comunidade escolar e para que todas as ideias discutidas nesse espaço de reflexão circulem em minha unidade escolar, são necessárias várias ações. Divulgar os estudos aqui tratados para a comunidade escolar com a qual trabalho. Discutir com o grupo de professore para que possamos repensar nossas práticas, mapear os problemas, chamando a comunidade escolar para participar ativamente dessa ação. Fazermos o máximo para envolver os diferentes atores sociais da escola, por meio de diálogos e rodas de conversas. É necessário ampliarmos a participação dos estudantes e da comunidade nos processos de decisão, com corresponsabilidade, diálogo e respeito. Temos que ter clareza de quais são os problemas, de nossos objetivos, nossos direitos e deveres e de nossos papéis na escola. Além disso, é essencial criar e consolidar mecanismos e espaços de reuniões e de encontros, rodas de conversas, ainda que virtuais, devido ao momento de pandemia, propiciando a liberdade de expressão, com respeito ao outro e a nós mesmos. Precisamos conhecer realmente nossa comunidade escolar e os problemas que a ela estão relacionados; a realidade econômica, social e cultural e das condições de trabalho de todos os funcionários da unidade escolar. Possibilitar o questionamento de nossas práticas tradicionais e flexibilidade para mudanças e aceitação do outro. De igual maneira, necessitamos de transparência nos processos administrativos e pedagógicos, para que posamos garantir acesso a informações e a legitimidade de fiscalização. Outro fator também intrínseco é a formação gradual e constante, nos processos de ensino e de aprendizagem, de sujeitos políticos, críticos e solidários.
    Creio que somente assim podemos realmente pensar práticas democráticas em nossos espaços escolares.

    #13373
    Neuli Maria Tenório
    Participante

    De fato, a melhor maneira de conhecer a comunidade escolar e saber suas fraquezas e necessidade é ouvir. Claro, que esta escuta deve ser estudada a fim de criar estratégias de mudanças, de progresso.

    #13408
    Rogê Carnaval
    Moderador

    Olá cursistas!

    Que belo apanhado o Gladison faz do que trouxemos nessa aula! Agradeço imensamente sua contribuição. Percebemos a força dessa discussão. Não dá pra pensar em práticas democráticas na escola sem refletirmos efetivamente sobre o próprio conceito de democracia e sobre a frágil democracia em nosso país.

    Neuli reforça os aspectos relacionados especificamente à escola.

    Belas contribuições, companheiros!

    um abraço,
    Rogê

    #13674

    Obrigado Rogê, abraço!

Visualizando 4 posts - 1 até 4 (de 4 do total)
  • O fórum ‘Aula 6 – Práticas democráticas na escola’ está fechado para novos tópicos e respostas.