3. RESPEITO É BOM E EU GOSTO
 
3. RESPEITO É BOM E EU GOSTO

Para realizar bem esse projeto, é preciso que todas as ideias acerca do respeito sejam expostas, discutidas e compartilhadas, para que cada participante possa confirmar algumas, abrir mão de outras, transformá-las, trocar impressões, fazer perguntas e ampliar os olhares sobre essa questão. Este talvez seja um primeiro passo a ser dado em direção a uma forma de educar que esteja firmemente pautada nos Direitos Humanos.

Providenciar

– Folhas grandes de papel para registros coletivos
– Folhas para registros individuais
– Canetas coloridas

Atividades

repeitarepreciso-atividades-discriminacao1. Memória – Para começar a falar sobre respeito e desrespeito, vamos individualmente recuperar experiências vividas e refletir sobre elas. A ideia é resgatar situações em que alguém tenha sido desrespeitado e também se perceber como ator de desrespeito, observando que isso acontece com todos… É importante perceber quais sentimentos surgiram nessas situações.

Lembrar e registrar:

– Uma situação na escola em que você foi desrespeitado por alguém. Como se sentiu. Como reagiu.
– Uma situação na escola em que você foi respeitado por alguém. Como se sentiu. Como reagiu.
– Uma situação na escola em que você respeitou alguém. Como se sentiu. Como reagiu.
– Uma situação na escola em que você desrespeitou alguém. Como se sentiu. Como reagiu.

O registro desta atividade precisa ser breve, utilizando palavras representativas e focadas em cada situação, nos sentimentos mobilizados e na sua reação. Esse registro será utilizado em um mapeamento que será feito posteriormente, como ponto de partida para pensar a elaboração do plano de ação. Para isso, esses registros precisam ser reunidos e guardados por um integrante do grupo.

2. É hora de compartilhar. Quem começa? – Lembrem-se de que estamos falando de algo que acontece de fato e que não devemos ter receio de externar isso. Vamos compartilhar essas questões com o grupo. As ideias que forem surgindo podem ser anotadas na lousa para que depois possam basear alguma conclusão, ainda que provisória.

3. Razões que a própria razão desconhece – Considerando o que foi lembrado e compartilhado anteriormente, pensar junto nas seguintes questões: O que leva uma pessoa a respeitar outra? O que leva uma pessoa a desrespeitar alguém? Importante aqui também é o registro coletivo. Tudo isso será utilizado em momentos posteriores, além de ser uma forma de documentar o processo do grupo.

Finalização

No Projeto Respeitar é Preciso!, o respeito que será abordado é o respeito mútuo. Então, as questões importantes também são: quem eu respeito, por que eu respeito, quem me respeita e por que me respeita. Eu me respeito?
O objetivo desta etapa da atividade é compartilhar impressões, sentimentos e reflexões sobre o tema do respeito. É importante registrar em folhas grandes as falas que apareceram, que serão retomadas no momento do mapeamento.

Elaboração da vivência

Compartilhar como foi refletir sobre situações de respeito e desrespeito. O que mobilizou em cada um?


Bibliografia