1. Agir com prioridades
 
1. Agir com prioridades

O quadro construído no mapeamento traz, em cada campo de análise, as potencialidades que a escola tem e o que precisa mudar. É fundamental que todos tenham tido a oportunidade de olhar para o mapeamento e refletir sobre ele para que este seja a base do plano de ação. Agora é hora de cruzar as informações do mapa dos sonhos com a realidade explicitada no mapeamento para construir o percurso do Projeto Respeitar é Preciso!

repeitar-preciso-responsabilidade-escolaÉ importante considerar as características do segmento que a escola atende, seja da Educação Infantil ou do Ensino Fundamental. Para isso, ver a parte VI deste material, que apresenta subsídios para a elaboração do plano de ação.

O trabalho feito até aqui certamente já dá uma ideia do caminho a ser seguido nos diferentes campos mapeados (relações, regras, tempos e espaços, comunicação, conteúdos). Mesmo assim, é necessário se deter sobre o que foi produzido e definir quais são, neste momento, as prioridades que a escola quer eleger, pois não será possível fazer “tudo ao mesmo tempo agora”.

Durante esta atividade, é importante expor o mapa dos sonhos e os quadros com o registro do mapeamento dos cinco campos de análise.

Providenciar

– Lousa e giz ou folhas grandes de papel para registro coletivo
– Canetas coloridas
– O mapa dos sonhos
– Os quadros com a síntese dos campos de análise (mapeamento)

Atividades

repeitarepreciso-atividades-discriminacao1. Eleição de prioridades – Organizar os participantes em subgrupos compostos por pessoas que atuam nas diferentes funções da comunidade escolar. Num primeiro momento, cada subgrupo retoma um dos campos de análise para, entre os itens da coluna “O que precisa mudar”, eleger aqueles que considerar mais importantes e urgentes. Depois dessa escolha, organiza a argumentação expondo as razões que tornam esses itens importantes e urgentes para apresentar aos demais grupos, de modo que o conjunto dos educadores tenha subsídios para eleger juntos quais serão incluídos no plano de ação. Responder às perguntas a seguir enquanto se visualizam os itens do quadro com a síntese do mapeamento pode ajudar na realização dessa tarefa.

Do ponto de vista da EDH: O que é mais importante? Por quê? Para quem?

É interessante que a eleição de prioridades considere o grau de urgência, por serem aspectos mais graves e/ou mais sérios, na perspectiva da EDH, e também as reais possibilidades de transformação do ambiente escolar. Atenção para que muitas prioridades não sejam eleitas ao mesmo tempo, senão deixam de ser prioridades.

repeitar-preciso-responsabilidade-escolaDeixar visíveis aquelas prioridades que não forem consensuais (não apagar) para que se mantenham na memória e possam ser retomadas e discutidas posteriormente.
Elaboração da vivência

Conversar no grupo sobre as expectativas, as certezas e as dúvidas pessoais que cada um tem a respeito do que foi decidido.

 


Bibliografia