Apresentação da Campanha
post-premio-edh
Parabéns aos finalistas do 6° Prêmio Municipal de EDH!
29 de outubro de 2018
João da Silva Souza em depoimento gravado em 30/08/2018. (foto: Alessandro Carbone)
Não basta ser avô, tem que escutar!
29 de outubro de 2018

Apresentação da Campanha

Ilustração de capa do caderno Democracia na Escola (arte: Lúcia Brandão)

Ilustração de capa do caderno Democracia na Escola (arte: Lúcia Brandão)

Ao longo do mês de novembro, proporemos uma conversa sobre democracia na escola

A proposta desta Campanha é conhecer, compartilhar e conversar sobre noções e práticas do tema da Democracia e suas infinitas variações diante da riqueza do cotidiano escolar: das estratégias da gestão aos processos democráticos que integram toda a comunidade.

À escola é conferida a responsabilidade de promover a construção dos sentidos da cidadania pelos educandos, para que possam assim integrar uma sociedade democrática. Partindo dos princípios de que tudo que é proposto e instituído na escola deve ser pensado na perspectiva de sua finalidade educativa e de que a democracia não é um conjunto de saberes e sim um modo de vida que se concretiza num conjunto de práticas, refletiremos juntos sobre como é possível aprender e praticar democracia na escola.

Sempre que se pauta a democracia na prática educativa é indispensável fazer um levantamento dos canais de participação de que a instituição escolar dispõe para pensar em termos de suas qualidades de vivência e efetividade na resolução ou transformação de problemas. Quais destes canais parecem ser qualitativamente subaproveitados? Como a participação das famílias pode ser melhor qualificada (e não somente ampliada)?

Entre tantas, uma questão incontornável é o lugar da autoridade e da especificidade da relação pedagógica diante das exigências democráticas da escola. Nesse sentido, cabe perguntar aos adultos da comunidade escolar quais são os embates entre autoridade, igualdade e responsabilidade na relação com os educandos. Como esse embate se manifesta no Ensino Infantil? E no Ensino Fundamental?

Sabemos que os processos democráticos podem ser não só mais justos, mas também mais eficazes. Em que situações os processos democráticos funcionam melhor? E quando eles parecem não funcionar? Relatos de experiências serão fundamentais para refletir sobre as “vantagens e desvantagens” da democracia na percepção dos adultos e educandos da comunidade escolar.

O caderno Democracia na Escola, publicado neste portal, será uma referência importante, mas não a única. Poderemos aqui enriquecê-lo com filmes, canções, reportagens, depoimentos e outras referências que nossos educadores-leitores poderão trazer, por meio dos comentários às postagens, ou nas formações do Respeitar é Preciso!. Esta Campanha é, acima de tudo, uma proposta de diálogo sobre o tema.

Vamos conversar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *